Homepage
Siga-nos no LinkedIn
Siga-nos no LinkedIn
Direção-Geral das Atividades Económicas
Comércio com HistóriaEspaço Comerciante
DGAE - topo

Portugal subscreve declaração conjunta | Criação de fundo de fundos pan-Europeu de investimento dedicado ao setor tecnológico

Declaração conjunta

Por ocasião da conferência sobre a soberania digital realizada em 8 de fevereiro, organizada pela presidência francesa do Conselho da União Europeia (UE), os ministros das finanças francês e alemão e o presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI) apresentaram a iniciativa de criação de um sistema pan-europeu fundo de fundos, destinada a aumentar a capacidade dos fundos de capital de risco europeus para financiar start-ups e scale-ups em fase final sediadas na UE


A gestão do fundo foi confiada ao Fundo Europeu de Investimento (FEI), envolvendo os bancos públicos nacionais europeus de promoção do investimento. Este mecanismo visa criar 10 a 20 fundos europeus avaliados cada em mais de um milhar de milhões de euros para ajudar a acelerar o crescimento de empresas unicórnios e campeãs de tecnologia. 


No total, mais de 3,5 mil milhões de euros foram já comprometidos para fornecer um melhor financiamento às start-ups e scale-ups europeias no setor tecnológico. A França e a Alemanha comprometeram-se cada com contribuições de mil milhões de euros, juntamente com 500 milhões de euros do BEI. A França, a Dinamarca e a Grécia também comprometeram um total de mais de um milhar de milhões de euros por meio dos seus bancos públicos de investimento, como parte da governação conjunta com o FEI. Estas contribuições podem ser complementadas à medida que a iniciativa se desenvolve. 


O acesso a competências-chave é fundamental para o crescimento do ecossistema tecnológico da Europa, e o talento internacional é um recurso valioso para expansão. Várias agências e organizações europeias responsáveis pela atração e retenção de talentos comprometeram-se a trabalhar em conjunto para reduzir a burocracia para talentos estrangeiros que desejam vir para a Europa, inclusive através da criação de uma central de serviços de Talentos Tecnológicos Europeus em colaboração com a Europe Startup Nations Alliance (ESNA), entidade esta que foi criada durante a Presidência Portuguesa do Conselho da UE no âmbito da Declaração sobre Padrões da UE para Nações Startup. Irão participar nesta iniciativa as agências responsáveis pela atração de talentos na Áustria, Bélgica, Chipre, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polónia, Portugal e a República Checa.


Para mais informações consulte aqui.


 

  • PRR
  • Comunicar às Empresas
  • Estatuto de Bloqueio
  • Dashboard e outras Estatísticas
  • Rótulo Ecológico
  • Questões e Sugestões
  • Estamos ON