Homepage
Siga-nos no LinkedIn
Siga-nos no LinkedIn
Direção-Geral das Atividades Económicas
Comércio com HistóriaEspaço Comerciante
DGAE - topo

OCDE | Índice de Restritividade no Comércio em Serviços

Índice de Restritividade no Comércio em Serviços

A OCDE acaba de publicar a sua atualização anual do Índice de Restritividade no Comércio em Serviços (STRI). O relatório respetivo indica que o ambiente regulamentar global se tornou mais restritivo em 2020 em todos os sectores de serviços abrangidos pelo STRI. Além disso, o ritmo de restritividade também tem vindo a acelerar em comparação com os anos anteriores. As restrições comerciais foram as que mais aumentaram nos sectores dos serviços informáticos e dos serviços de radiodifusão. A maior parte das liberalizações verificou-se nos serviços postais e seguros.

No entanto, os governos reduziram as barreiras ao comércio digital transfronteiriço em 2020 como parte da resposta política global à pandemia da COVID-19. Foram introduzidas mais medidas de facilitação do que em anos anteriores, ajudando o trabalho remoto e as operações comerciais em linha.

No caso português, os setores mais liberalizados são os serviços postais, a radiodifusão, o transporte ferroviário de mercadorias e a logística. Apesar do índice de restritividade se ter mantido inalterado desde o ano anterior, Portugal permanece um país mais aberto ao comércio de serviços do que a média da OCDE.

Para mais informações, incluindo acesso à base de dados e a ferramentas de comparação entre países e de simulação de políticas, consulte a página da OCDE sobre comércio em serviços.


OECD Services Trade and the Global Economy - YouTube


  • PRR
  • Comunicar às Empresas
  • Estatuto de Bloqueio
  • Dashboard e outras Estatísticas
  • Rótulo Ecológico
  • Questões e Sugestões
  • Estamos ON