Homepage
Siga-nos no LinkedIn
Siga-nos no LinkedIn
Direção-Geral das Atividades Económicas
Comércio com HistóriaEspaço Comerciante
DGAE - topo

Lançamento da 3.ª Edição do Prémio Floresta e Sustentabilidade contou com a presença do Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital

A 3.ª Edição do Prémio Floresta e Sustentabilidade foi apresentado no dia 26 de março, num evento online, transmitido em direto através do Youtube e da página de Facebook do Jornal de Negócios, contando com intervenções do Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, do Presidente da CELPA – Associação da Indústria Papeleira e do Presidente do Júri do Prémio, o Economista Daniel Bessa. O Presidente do Júri salientou a importância da participação do tecido empresarial neste prémio, sobretudo para demonstrar a capacidade inovadora e de criação de valor acrescentado com base na floresta, tendo também destacado a importância das fileiras florestais na balança comercial de bens e a sua contribuição para o PIB nacional.


O Prémio Floresta e Sustentabilidade tem como objetivo distinguir e premiar as melhores práticas florestais e reconhecer a importância da fileira florestal em Portugal, procurando destacar as entidades que desenvolvam a sua atividade, a nível nacional, em áreas relacionadas com atividades florestais, educação, investigação e associativismo, entre outras.

Os prémios serão atribuídos em quatro categorias: Gestão e Economia da Florestas; Floresta e Comunidade; Inovação e Ciência; A Escola e a Floresta.

Ao vencedor, em cada categoria, será atribuído um prémio de 5 mil euros e a possibilidade de divulgação em diversos meios de comunicação (Correio da Manhã, Jornal de Negócios, bem como nos sites da CELPA e do Prémio Floresta e Sustentabilidade). Caso o Júri considere relevante, poderão ser atribuídas menções honrosas ou prémios ex aequo. Adicionalmente, o júri poderá deliberar a atribuição de outros Prémios Especiais, pelo seu contributo para o desenvolvimento e para a sustentabilidade da floresta portuguesa, independentemente da atribuição dos anteriores.

O Júri da 3.ª Edição conta com o Professor Daniel Bessa como presidente e com representantes de entidades como a CAP, a Associação Zero, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a CIP, o Centro Pinus, a APCOR, a CONFAGRI e a QUERCUS. A Direção-Geral das Atividades Económicas junta-se a esta iniciativa e integra este ano o júri do prémio, com a participação da Diretora-Geral, Fernanda Ferreira Dias.

Este Prémio é uma iniciativa bienal da CELPA, em parceria com o Correio da Manhã e o Jornal de Negócios, e com o patrocínio do Ministério da Economia e da Transição Digital.


29-03-2021

  • Comunicar às Empresas
  • Brexit
  • Estatísticas
  • Rótulo Ecológico
  • Questões e Sugestões
  • Estamos ON